31jan 2017

0

1014

A INTERNET DIFICILMENTE CAIRÁ – MAS É PRECISO LEVAR A SEGURANÇA A SÉRIO

DDoS, Imprensa, Internet by Fernanda Leite
internet_seg

Por Bruno Prado*

A Internet do mundo inteiro cairá por 24h e os mercados financeiros entrarão em colapso. Esta é a previsão de James Carder, diretor de Segurança de Informação e vice-presidente da LogRhythm. Para Carder, a queda da rede global por um dia inteiro não será apenas um problema técnico que impedirá as pessoas de publicar selfies no Instagram. Em algum ponto de 2017, vamos presenciar um grande ataque.

Mas será que isso pode mesmo acontecer?

Em seu início, a Internet não foi projetada para suportar um grande número de dispositivos conectados. A prova disso é que a quarta versão do protocolo de comunicação TCP suporta um número limitado de devices conectados a rede mundial de computadores – precisamente 3,706,452,992 bilhões. Por conta do aumento massivo desse tipo de aparelho, foi criada a sexta versão do TCP, que é capaz de suportar trilhões deles conectados.

A probabilidade de presenciarmos um colapso total da Internet é baixa, pois sua capilaridade é extremamente grande e sua descentralização é cada vez maior, impedindo que uma pane global ocorra. Hoje, o grande desafio é aplicar as regras de segurança em todos esses dispositivos conectados para que não se tornem fonte de ataques. Vimos o caso da Mirai, uma grande botnet formada por mais de um milhão de câmeras IP com capacidade de paralisar qualquer serviço online. Esse e outros devices Internet das Coisas representam cada vez mais riscos aos serviços digitais, incluindo bancos e sites governamentais, e podem sim paralisá-los e gerar um grande caos.

*Bruno Prado é CEO da UPX Technologies